#paposério

Autoestima

Oi gente, tudo bem com vocês, quanto tempo neh?

Estou passando por algumas mudanças e com essas mudanças virá um novo tempo para o blog e para o canal, onde sim teremos dias fixos para postagens e nicho definido, estou passando por essas mudanças e junto com elas alguns treinamentos que me farão ajudar vocês de forma mais específicas, ok?! Me perdoem o transtorno, mas precisava desse tempo para refletir, me entender e me organizar, física e psicologicamente, mas já esta quase tudo resolvido E assim que resolvido, vou passar o cronograma do blog e do canal para vocês. Ok?

Agora vamos ao tema.

Auto-estima é algo muito importante que muitas vezes acabamos deixando de lado por diversos motivos, ou porque achamos que “não importa o que pensam de mim”, mas muitas vezes o que as pessoas pensam e falam de você acabam te afetando sim, principalmente se de alguma forma você não esta se sentindo bem com você mesma. Ou porque sua autoestima esta tão pra baixo que não importa o que você faça ou pense, nada vai fazer esse seu pensamento mudar naquele momento, a menos que você o queira.

Antes de continuar, deixa eu te contar a minha história com a baixa autoestima constante na vida, para começo de conversa a baixa autoestima é comum principalmente nas mulheres, dependendo da época pode estar mais forte ou mais fraca, mas acredite TODA mulher, mesmo aquela que você olha e pensa que é impossível ela ter baixa autoestima, acredite ela passa por isso também, mesmo que em uma “menor frequência” mas ela também sofre com esse “probleminha”.

Diga-se de passagem que eu nunca fui a mais bonita da escola, aliás, não passava nem perto do rastro da mais bonita da escola, nunca fui magra, delicadinha, rostinho angelical, nem nada que te leve a imaginar alguém considerada bonita, nem na infância, nem na adolescência, nem mesmo em parte da minha vida adulta. Muitas coisas me levaram a ter a autoestima do tamanho de grão de areia, eu sempre fui motivo de piada dentro e fora de casa e isso sem exagero nenhum, quer saber alguns dos apelidos que já recebi? Aqui vão alguns, e pense que a maioria deles me foram ditos entre a minha pré-adolescência e a adolescência fase ruim para a maioria das meninas da minha época.,

Apelidos: Roliço, chokito, cabeção, E.T, crentinha, C.D.F ( que na época era sinônimo de ofensa e até motivo para apanhar, acreditem) e muitos outro.

Já fui humilhada, já apanhei por ser assim   “fora do padrão” e não tinham as campanhas de inclusão ou anti bullying, tive que enfrentar sozinha e confesso NÃO FOI FÁCIL. Muito pelo contrário, isso me pirou o cabeção por muito tempo; e me fez muito mau durante anos da minha vida, me dificultou para fazer amizades, para me desenvolver como pessoa, como ser humano, demorei muito para entender que o problema não estava comigo, demorei para me aceitar do jeito que eu sou “fora da caixinha”, demorei entender que ser diferente era bom, afinal, eu sou única, meu jeito é único, não sou um robô e posso não ser a mais bonita, mas sou bonita do meu jeito entende? Se fosse pra ser igual a todo mundo Deus teria uma única forma e todos teríamos a mesma cara, o mesmo corpo, os mesmos pensamento, e o lindo do mundo são essas diferenças, ninguém precisa ser igual, apenas precisamos nos aceitar, com as nossas diferenças e respeitar os outros e suas diferenças.

Cada pessoa  tem sua história, suas feridas e cicatrizes, e cada um tem sim a sua beleza basta você abrir o seu olhar e o seu coração, e entender que as vezes a pessoa pode não ter o seu padrão de beleza, mas se você conhecer ela com o tempo ela pode se tornar alguém incrível e linda pra você. Sabe uma coisa que me fascina e que me faz pensar muito, é como um deficiente visual enxerga a beleza de alguém? O padrão de beleza dessa pessoa é diferente, entende?

Tem gente que encanta e se torna bonito, por um sorriso, por um olhar, por um gesto, por causa de uma conversa, pessoas se tornam bonitas por se aceitarem como são, por rirem de coisas bobas, por serem gentis, educadas,gratas, tanta coisa torna uma pessoa bonita, o problema é que a gente se liga muito no quesito aparência física e esquece de olhar outras coisas que fazem muito mais diferença e precisam ser muito mais levadas em consideração do que o físico de alguém, garanto que se você se tornar alguém com qualidades que vão além de uma aparência física bonita, isso vai te tornar alguém mais bonito(a) do que já é; não estou dizendo que não é importante se cuidar, claro que é, cuide sim da sua aparência, ande sempre bem arrumado(a), cheiroso (a), com a roupa limpa, “combinandinho” rsrsrs… Mas, vá além, se torne alguém legal, sorria, brinque, faça piada de você mesmo, se aceite, saiba conversar, seja interessante, entende?

Quanto mais tempo você demorar pra entender que beleza vai além de um corpo ou um rosto espetacular, mais tempo você levará para ser feliz e encontrar pessoas que possam gostar de você sem medo de falar as coisa por medo de te ofender.

Uma coisa que eu aprendi durante todos os meus anos que apanhei por ser diferente da maioria? É que eu só passei por tudo isso porque eu não me aceitava, eu achava que tinha que ser como todo mundo, e não é assim que deve ser, eu ainda tenho muito o que melhorar em mim, mas hoje eu já me aceito melhor, minha baixa autoestima só aparece na TPM kkkkk… Hoje eu sou alguém muito melhor,   (muito melhor mesmo) eu aprendi a não dar ouvidos á pessoas Mal-amadas, porque quem te humilha, faz piadas ou comentários maldosos, é porque ainda não se aceitou ou porque tem o rei na barriga e se acha melhor que qualquer um, mas não se preocupe com esse tipo de gente, ao contrário á ame e torça para que ela também se torne alguém mais interessante e feliz, é disso que o mundo precisa. (Né non?…rsrsrs)

 

Beijos gente, fiquem com Deus e até a proxima!!!

Deixe uma resposta