#paposério

Dezembro vermelho #paposério

Olá amores, tudo bem com vocês?

miolo_aids-1024x787

Dezembro é um mês muito lindo, cheio de festas, comemorações, planejamentos para o próximo ano, mas não podemos esquecer que existem assuntos que precisam ser falados e esse mês uma das campanhas que vamos falar, é a campanha do dezembro vermelho, hoje dia 1º de dezembro é o dia internacional da luta contra Aids.

O Dia Internacional da Luta contra a AIDS é celebrado todo 1 de dezembro, e tem como objetivo lembrar a sociedade da intensa luta travada contra a AIDS e trazer os valores de compreensão, solidariedade e apoio as pessoas infectadas pelo vírus HIV/AIDS.

O que é a AIDS?

A AIDS é uma doença que afeta o sistema imunológico, e é contraída a partir do vírus HIV, que diminuí drasticamente a capacidade imunológica do organismo, tornando-o fraco e suscetível ao aumento de infecções e doenças, que ele não é capaz de combater.

A forma de contagio pelo vírus ocorre através de relações sexuais de qualquer tipo, transfusões de sangue, amamentação por leite materno, contato com secreções, contato com instrumentos cortantes que não tenham sido esterilizados, como equipamentos cirúrgicos, seringas, entre outros de pessoas infectadas.

A AIDS não tem cura e o seu tratamento consiste na administração de anti-retrovirais que agem no organismo com a redução das infecções, diminuição da replicação do vírus HIV no organismo e proporciona melhora na qualidade de vida do doente.

Mitos da AIDS

Devido à falta de conhecimento, por muito tempo criou-se mitos que se perpetuaram e ajudaram a discriminar pessoas contaminadas, como por exemplo: somente homossexuais contraiam AIDS ou mesmo que devia ser evitado qualquer tipo de contato com a pessoa infectada, até mesmo um aperto de mão.

Após anos de debate acerca da AIDS, esses mitos vão sendo quebrados, pois já é conhecido que qualquer pessoa, independente de sexo ou orientação sexual, pode adquirir o vírus se não se proteger, e que contatos que não envolvam secreções ou transfusões não disseminam o vírus.

Origem do Dia Mundial da Luta contra a AIDS

A origem do Dia Mundial da luta contra a AIDS vem da Assembleia Mundial de Saúde, quando em agosto de 1987, dois colaboradores do programa global em AIDS chamados James W. Bunn e Thomas Netter, levaram a ideia de criar a data ao então diretor do programa Dr. Jonathan Mann, que gostou e sugeriu que a data ideal no calendário fosse 1 de Dezembro, pois era depois das eleições norte-americanas e antes do Natal, podendo assim ser mais lembrada, sendo que a primeira celebração ocorreu em 1 de Dezembro de 1988.

A data foi criada também para discussão e diminuição do preconceito que afetam as pessoas infectadas e muitas vezes pode atrapalhar o tratamento da doença, que se não cuidada, mata em pouco tempo. O preconceito é gerado principalmente pelo desconhecimento, mitos que são criados e pelo medo que a doença gera.

Nos primeiros anos o Dia Mundial da Luta contra a AIDS focou nas crianças e nos jovens, e apesar de ter sido criticado por não focar em todas as idades, ajudou a criar uma conscientização sobre a doença e quebrar preconceitos e aumentar o conhecimento sobre a doença.

0a9156903427ab9eefcc353580fe0482

Temas e Datas Comemorativas

A partir daí todos os anos as Nações Unidas e a Organização Mundial de Saúde determinam um tema para ser debatido durante o ano e especialmente em dezembro, com objetivo de promover a campanha de luta contra a AIDS e alcançar um maior nível de debate acerca do tema, trazendo o mesmo para a realidade do momento. Entre os temas que já foram abordados nestas datas comemorativas desde 1988 estão: Comunicação, Juventude, Mulheres e AIDS, AIDS e a Família; mais recentemente o tema tem sido estendido por alguns anos, tentando assim manter um foco em pontos mais críticos e atingir metas, como por exemplo, desde 2011 em que o tema é Infecção Zero, que tem como meta: zero novas infecções, zero pessoas discriminadas e zero mortes por HIV.

Símbolo de Solidariedade

Em 1991 criou-se o chamado símbolo da solidariedade e de comprometimento na luta contra a AIDS. Foi escolhido para representar essa luta o laço vermelho, que representa a ligação com o sangue e a paixão, e tem origem no laço amarelo, que representava a honra aos soldados que atuaram na guerra do golfo pelos EUA.

O Brasil na Luta contra a AIDS

No âmbito nacional a luta contra a AIDS também merece destaque, sendo também celebrado em 1 de Dezembro.

Na definição dos temas mundiais a ONU e a OMS, levam em consideração os níveis de crescimento e controle de cada país e o Brasil, a partir da década de 90 tornou-se referência mundial na luta contra a AIDS, principalmente por garantir tratamento gratuito através do SUS em nível nacional há cerca de 16 anos, oferecendo medicamentos e acompanhamento médico, além de promover diversas campanhas para minimizar o contágio e diminuir o preconceito.

O  Dia Internacional da Luta Contra a AIDS é uma data que existe desde o final dos anos 80 e é quando geralmente são realizadas diversas campanhas de conscientização sobre esta doença.

Segundo dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), 33 milhões de pessoas foram infectadas com o vírus do HIV em todo o mundo até o final de 2007. A OMS informou ainda que todos os dias surgem cerca de 7.500 novos casos.

O  Dia Internacional da Luta Contra a AIDS é celebrado em 01 de dezembro em diversos países ao redor do planeta.  

Qual o agente envolvido?

A infecção da Aids se dá pelo HIV, vírus que ataca as células do sistema imunológico, destruindo os glóbulos brancos (linfócitos T CD4+). A falta desses linfócitos diminui a capacidade do organismo de se defender de doenças oportunistas, causadas por micro-organismos que normalmente não são capazes de desencadear males em pessoas com sistema imune normal.

Causas

Transmissão/ Contágio

O HIV pode ser transmitido pelo sangue, esperma e secreção vaginal, pelo leite materno, ou transfusão de sangue contaminado. O portador do HIV, mesmo sem apresentar os sintomas da Aids, pode transmitir o vírus, por isso, a importância do uso de preservativo em todas as relações sexuais.

Sabendo disso, você pode conviver com uma pessoa portadora do HIV ou da Aids. Pode beijar, abraçar, dar carinho e compartilhar do mesmo espaço físico sem ter medo de pegar o vírus da Aids.

Quanto mais respeito e carinho você der a quem vive com HIV/Aids, melhor será a resposta ao tratamento, porque o convívio social é muito importante para o aumento da auto-estima das pessoas e, consequentemente, faz com que elas cuidem melhor da saúde.

Assim pega HIV/Aids

  • Sexo na vagina sem camisinha
  • Sexo oral sem camisinha
  • Sexo anal sem camisinha
  • Uso de seringa por mais de uma pessoa
  • Transfusão de sangue contaminado
  • Da mãe infectada para seu filho durante a gravidez, no parto e na amamentação
  • Instrumentos que furam ou cortam não esterilizados.

Assim não pega HIV/Aids

  • Sexo desde que se use corretamente a camisinha
  • Masturbação a dois
  • Beijo no rosto ou na boca
  • Suor e lágrima
  • Picada de inseto
  • Aperto de mão ou abraço
  • Sabonete/ toalha/ lençóis
  • Talheres/ copos
  • Assento de ônibus
  • Piscina
  • Banheiro
  • Doação de sangue
  • Pelo ar

dezembro-vermelho-1

Dados retirados do site: http://www.minhavida.com.br/saude/temas/aids

Espero que vocês tenham gostado, compartilhem o máximo que puderem para que todos tomem consciência de um assunto tão importante quanto este, e fiquem tranquilas teremos posts e videos mais descontraídos e divertidos nos próximos dias, e vamos começar esse mês com o pé direito.

Um beijo, fiquem com Deus e até amanhã!!!

1 thought on “Dezembro vermelho #paposério”

Deixe uma resposta