#paposério

Pedofilia #paposério

Olá amores, tudo bem com vocês?

Hoje vamos falar sobre um assunto muito sério e que particularmente de tudo o que eu já falei aqui no blog, é o assunto que mais me mexe comigo, porque é horrível imaginar que alguém possa sentir atração sexual por uma criança, fico me perguntando o que passa na cabeça desses seres que vêem em crianças um objeto de prazer, um objeto sexual. Antes de pesquisar para esse post em especifico já ouvi e vi cada história, cada absurdo que me tiraram do sério, esse assunto desde sempre mexeu muito comigo e sempre quis entender o porque, mas até hoje não achei respostas, nem se quer consigo imaginar o que passa na cabeça de um individuo asqueroso o suficiente pra ver na inocência de uma criança um motivo para tanta maldade.

bunnerpedofilia

Conversando com uma amiga minha (estudante de direito) á uns dias atrás, já pensando em fazer esse post, e fiz a seguinte pergunta:

– Se um menor de idade “namora” com uma pessoa maior de idade sem o consentimento dos pais do menor é considerado pedofilia?

Para minha surpresa e indignação ela me disse que infelizmente aqui no Brasil não funciona assim, isso vai depender de uma investigação. É mais ou menos assim dos 0 aos 13 anos é considerado pedofilia, já dos 14 aos 17 anos vai depender de uma investigação pra saber se houve ou não consentimento da vítima.

Mais será que essa investigação realmente é feita?

Então vamos lá. Vamos falar sobre esse assunto que é tão sério, que infelizmente acontece com uma frequência absurda no mundo inteiro, mas que nem sempre recebe a punição merecida por esse crime absurdo, doentio, hediondo ou seja lá qual o nome que você dê á esse crime.

Algumas imagens e videos aqui serão podem ser bem fortes, mas é para conhecimento e discussão desse assunto para que haja uma mudança e um cuidado maior com as nossas crianças. Ok?!

O termo “pedófilo” se refere à pessoa que sente atração sexual por crianças. Isso não significa que todo pedófilo seja um abusador ou consuma conteúdo pornográfico infantil, nem que todo ato de violência sexual praticado contra uma criança  seja cometido por um pedófilo. De fato, há, na literatura científica, registros de pedófilos que buscaram tratamento para conter sua libido sem terem praticado nenhum crime. Por outro lado, há muitas ocorrências de estupro de crianças perpetradas por homens que não possuem fixação sexual por menores de idade, principalmente nos casos de incesto, em que há laços familiares entre os envolvidos. Segundo o artigo The Neurobiology and Psychology of Pedophilia: Recent Advances and Challenges (A Neurobiologia e Psicologia da Pedofilia: Avanços Recentes e Desafios) só cerca de 50% dos casos de abuso sexual infantil são praticados por pedófilos.

Essa definição acima eu tirei do site galileu a matéria completa está no link abaixo:

http://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2016/07/5-coisas-que-voce-nao-sabia-sobre-pedofilia.html

Nessa matéria eles explicam o lado psicológico segundo estudos do pedófilo, abusador, molestador, etc…

Eu vi um vídeo esses dias mais eu não vou postar ele aqui porque eu não consegui nem assistir ele inteiro, ondeo  individuo do vídeo foi tão infeliz no que ele disse, o comentário foi tão doente que não quero dar ibope para esse ser, até mesmo porque o vídeo bombou na internet e hoje esta com mais de 12 mil deslikes, mas esse não é o maior dos problemas, pra quem assistiu o vídeo viu e ouviu ele dizendo que todo pai que tem filha especificamente tem por “direito” tirar a virgindade da sua filha, educando-a sexualmente. Gente pelo amor de Deus onde é que esse mundo vai parar? Cada dia que passa mais e mais crianças estão sendo mais molestadas, abusadas, estupradas; todos os dias você liga a televisão ou na internet e vê casos como esse ou até piores, casos de violência sexual contra crianças e adolescentes são muito maiores e frequentes do que são denunciados, então se você conhece ou passa por isso não tenha medo, DENUNCIE. Disque 100 

Isso é algo que eu vou repetir muitas vezes neste post. DENUNCIE

 

No Brasil, existem poucos dados estatísticos sobre o abuso de crianças. Já o Instituto norte-americano de Pesquisa e Prevenção ao Abuso Infantil, estima que pelo menos três milhões de crianças nos Estados Unidos serão supostamente molestadas antes dos 13 anos de idade. Pais preocupados querem saber se alguma coisa aconteceu com seu filho, e há muitos sinais para ajudar a saber quando procurar ajuda. Os sintomas físicos podem incluir dor ao urinar, infecções frequentes, sangue em suas roupas íntimas, lesões inexplicáveis, ou marcas no corpo.

Os sintomas comportamentais podem incluir:

1.Evitar lugares ou pessoas específicas: A maioria das crianças passam por fases de ansiedade de separação, mas quando isso se torna contínuo, e a criança chora muito ao ser deixado em um local pelos pais e nada a faz parar com o choro, pode haver uma razão específica para que a criança não queira estar naquele local ou com aquela(s) pessoa(s).

2.Enurese (ou outro tipo de regressão comportamental): Define-se regressão, o retorno repentino de urinar na cama ou sujar as roupas após a criança já estar treinada a usar o toalete. Esse comportamento muitas vezes é um sinal vermelho para alta ansiedade ou trauma. Às vezes, é um ou o outro, ou devido a causas biológicas. Uma visita ao médico pode ajudar a determinar o que está acontecendo e ajudá-lo a saber que atitude tomar.

3.Toque inadequado: É comum em diferentes estágios de desenvolvimento a curiosidade da criança sobre os corpos das pessoas ou que queiram explorar e compreender. É sinal de algo errado quando a criança continua tocando de maneira inadequada a si mesma ou outros, apesar de ter sido ensinada e pode ser que ela esteja imitando um comportamento que ela testemunhou ou experimentou em si mesma.

Os sintomas emocionais podem incluir:

1.As mudanças súbitas de humor ou de personalidade: Todas as crianças têm dias bons e dias difíceis, além de diferentes respostas emocionais em diferentes fases do desenvolvimento emocional. Mas, se uma criança normalmente extrovertida de repente se torna retraída ou tímida, ou se uma criança normalmente bem-humorada se torna constantemente chorosa e agressiva, isso pode ser um sinal de que há algum problema.

2.Culpa ou vergonha: Se o seu filho mudou de um temperamento calmo e feliz para um modo de agir como se estivesse em apuros e não voltou ao “normal”, é um sinal de alerta. Muitas vezes não é apenas um sinal de que sofreu abuso, mas também que ele acredita ser culpado ou que ele foi ameaçado para não contar.

3.Pesadelos: Todas as crianças têm pesadelos, e alguns até passam por fases de terrores noturnos, mas se acontece subitamente ou se os pesadelos são contínuos e de natureza específica, podem estar relacionados a uma experiência traumática.

Você pode ensinar a seus filhos segurança básica sem amedrontá-los. É bom ensinar-lhes que ninguém, que não seja um dos pais ou um médico, deve ver ou tocar suas partes íntimas. É importante orientá-los a dizer “não”, se não se sentirem à vontade com a forma como alguém os toca. É fundamental que eles saibam que podem confiar nos pais ou outro adulto com o qual se sintam seguros, para contar se eles já se sentiram tocados de maneira inadequada ou se o toque lhes trouxe desconforto e quem o fez.

No entanto, dependendo da natureza do ocorrido, a criança pode ter medo ou vergonha de contar a alguém. É importante conhecer os sinais de que uma criança foi molestada para que você possa procurar ajuda imediatamente.

Se a criança evidencia a necessidade de imediata atenção médica, ligue para o 190 ou leve-a a um hospital ou posto de atendimento de emergência mais próximo. Você também pode chamar o seu médico regular, um terapeuta, o Conselho Tutelar de sua cidade, ou ligar para o Disque Denúncia de qualquer lugar do Brasil. Basta digitar 100. Maiores informações: Secretaria de Direitos Humanos.

 

Para denunciar disque 100

Vídeo de alerta para crianças

Quebre o silêncio

A igreja adventista tem um projeto muito bacana chamado PROJETO QUEBRANDO O SILÊNCIO vou deixar o link do site do projeto antes do vídeo, esse projeto trata de:

Quebrando o Silêncio é um projeto educativo e de prevenção contra o abuso e a violência doméstica promovido anualmente pela Igreja Adventista do Sétimo Dia em oito países da América do Sul, (Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai) desde o ano de 2002.

A campanha se desenvolve durante todo o ano, mas uma das suas principais ações ocorre sempre no quarto sábado do mês de agosto. Este é o “Dia de ênfase contra o abuso e a violência”, quando ocorrem passeatas, fóruns, escola de pais, eventos de educação contra a violência e manifestações na América do Sul.

Passa lá no site e conheça o projeto que ajuda mulheres, crianças e adolescentes que sofrem com o abuso e violência.

O projeto Quebrando o Silêncio

Vídeo projeto Quebrando o silêncio

Bom amores é isso, esse é um assunto muito importante, que deve ser tratado com mais frequência e punida de forma mais rigorosa, é um assunto que mexe com qualquer pessoa que tenha um pouco de sentimento e misericórdia, afinal, ninguém que tem crianças por perto não quer imaginar passar por isso, então ajude quem passou ou passa por isso.

DENUNCIE. Disque 100 

Espero que esse post possa ajudar de certa forma.

Visitem o blog e sigam nossas redes sociais onde postamos diariamente.

Fiquem com Deus, um beijo e até a próxima!

Deixe uma resposta